Lista de Feira

Já conhece a sua Feira?

A realização da feira, também conhecida como ”feira livre”, se destaca por ser um acontecimento eminentemente feito em espaços públicos, desde as épocas mais remotas da humanidade, e, portanto, é um tipo peculiar de ocupação territorial.
Na feira produzem-se conhecimentos, trocam-se experiências, realizam-se negócios; constitui-se como zona de trabalho, mas também de educação e de divertimento.É um espaço que favorece, principalmente, o protagonismo dos produtores rurais e artesãos, sendo componente da cultura popular local e, embora de caráter universal, elas se sobressaem pelas particularidades de sua gente e de sua produção.Dessa forma, as características de uma estão relacionadas às práticas sociais e aos costumes da região em que ela acontece.Na EKONAVI estão presentes todos os tipos existentes na sociedade, cada uma com seu caráter peculiar.Elas podem ser organizadas pelos próprios produtores e artesãos, assim como podem ter o apoio de organizações sociais para a sua realização.Através das ferramentas da plataforma, os organizadores podem divulgar suas feiras para aparecerem na seção “Eventos”, atraindo maior atenção do público da sua região para os acontecimentos.
Algumas capitais se destacam pela organização das suas feiras, com o apoio e divulgação das prefeituras, como Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre São Paulo e Recife.Nessas cidades, o histórico de organização dos movimentos de comercialização de produtos da agricultura familiar é antigo, fato que permitiu a evolução das organizações e a institucionalização da feira como prática social permanente.Nas cidades do interior, também existem muitas organizadas em vilas e distritos, que mantém viva as tradições culturais nos locais mais afastados dos grandes centros urbanos.Naquelas mais tradicionais, a simbologia dos acontecimentos costuma girar em torno das atividades religiosas, da colheita sazonal de alimentos e das práticas culturais ancestrais.
De maneira geral, elas são espaços de encontro da sociedade para a troca de bens e experiências, onde os produtores encontram a população e as ideias circulam.Nesse sentido, esses eventos possuem grande importância dentro de uma sociedade, conectando as pontas da cadeia produtiva e unindo diversos outros aspectos da sociedade.A feira permite que as pessoas produzindo alimentos, in natura ou beneficiados, possam apresentar o seu trabalho para outras pessoas, conquistando a atenção da comunidade e obtendo a remuneração para o seu produto.Por outro lado, a feira é também o espaço para que a população que não trabalha diretamente com a agricultura possa adquirir os alimentos necessários para a sua família.Contudo, as feiras se apresentam muito mais que espaços para negociar produtos, antes de mais nada, é o local onde produtor e consumidor se encontram, se conhecem e estabelecem relações de confiança e de amizade.Nesse contato direto, o produtor pode expor o seu conhecimento, sua experiência, e até suas dificuldades, para um público que dá valor ao seu trabalho.É um momento inclusive onde as pessoas mais jovens podem ter seu reconhecimento, aflorando seu potencial perante a sociedade, e, portanto, as feiras têm o potencial de mudar o conteúdo do campo, da vida e do trabalho, numa dimensão positiva e qualificada.Mas também as feiras são altamente pedagógicas para os moradores das cidades. Elas podem reverter a prática de consumo de alimentos processados e fast food, em alta no Brasil.De acordo com dados do IBGE (2017/2018) alimentos processados representam 50,5% da alimentação total do país, envolvendo tanto os ingredientes culinários, quanto alimentos ultra processados.
Uma visita à feira pode contribuir para alterar hábitos alimentares, possibilitar o questionamento quanto as diferenças na produção de alimentos, além de favorecer o reconhecimento da importância do trabalhador do campo.Nesse ambiente, as pessoas têm a oportunidade de se relacionar diretamente com os produtores, fazendo com que a negociação de alimentos tenha um significado muito mais valioso, tanto para quem compra, quanto para quem vende.Dessa maneira, a tomada de consciência em relação a esses aspectos da alimentação se torna um aspecto presente no ambiente de uma feira.As feiras de caráter ecológico possuem importância fundamental na disseminação das práticas dos conhecimentos da agroecologia, através da interação entre os agricultores, os artesãos e o público.Muitas vezes, esses eventos são a única oportunidade que todos esses agentes se encontram, já que passam a maior parte da sua vida dedicada ao trabalho, tornando, assim, a feira em um espaço de reuniões e tomadas de decisões entre os pares também.Nesse sentido, eles podem trocar suas experiências, aprender coisas diferentes, formar novas organizações, contratar serviços e todas outras atividades que compõem a rotina de vida.Assim, a feira pode assumir esse caráter de reunião da comunidade, tanto como ponto de encontro para trocas, como local de gestão e aprendizado.Com o avanço da modernidade, muitas transformações ocorreram no sistema de produção e distribuição alimentar, trazendo uma nova dinâmica e importância para as feiras na sociedade.Nesse contexto, grande parte da alimentação passou a ser transportada por largas distâncias, envolvendo alto consumo de energia no processo de distribuição e de armazenamento dos alimentos.Além disso, a comida industrial passou a ser produzida cada vez mais através de mecanismos de ultra processamento, quebrando o elo forte natural entre os consumidores e os produtores.Assim, a feira, não só contribui para a redução dos gastos com transporte como um todo, mas também é a oportunidade de acesso das pessoas à comida local, fresca e de boa qualidade, estabelecendo uma conexão da comunidade com o seu alimento.
Além de ser o espaço de trocas de alimentos, a feira também é um importante espaço cultural da sociedade, onde pode-se comercializar o artesanato local e realizar exibições artísticas variadas, tais como exposições de obras de arte, apresentações de músicos locais, danças, etc.Todos essas práticas são, de maneira complementar, componentes que preenchem a paisagem humana do ambiente de uma feira, provocando sinergias entre todos os presentes no local.Nesse contexto, a pintura, a dança, a arte cênica, a mágica e a mímica são algumas das expressões que são encontradas, atribuindo outros sentidos de vida na experiência da feira, provocando interlocuções de significados e gerando uma síntese interpretativa na subjetividade da população.
🏡 Criar Projeto
📣 Criar Publicação
📆 Criar Evento
🎁 Criar Produto

É grátis para criar e aproveitar os benefícios da rede Ekonavi.

🟢 Rodada de Regeneração 10 patrocinada por Regen Network

Boletim Informativo da Ekonavi

©2024 Ekonavi, Inc. - Termos e Conditions de Uso  0.11.11 - main